Durante todo o mês a campanha do Setembro Amarelo mobiliza a sociedade para discutir saúde mental, valorização da vida e prevenção do suicídio.

A escola é um agente importante que deve se engajar nesta campanha, promovendo ações com os profissionais e corpo discente, colocando assim estes assuntos em evidência de forma segura e responsável.

Medidas preventivas

Apesar das instituições de ensino não serem lugares de tratamento, são espaços importantes de promoção da saúde e qualidade de vida. A escola é onde a criança e o adolescente passam boa parte de suas vidas, devendo ser local de fomento de debates saudáveis e também de suporte emocional.

A infância e adolescência são fases cruciais para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais importantes para o bem-estar mental. A escola deve ser um dos espaços, junto à família e à comunidade, para educar e estimular essas habilidades, como enfrentamento e resolução de conflitos, gerenciamento de emoções, como a frustração e a raiva, e aquisição de resiliência.

É necessário que a escola também estimule junto às famílias a adoção de padrões de sono saudáveis, de uma boa rotina alimentar, da prática regular de exercícios e de atividades ao ar livre, de redução do uso de telas e eletrônicos, que são medidas preventivas ao adoecimento mental.

É cada vez mais comum crianças e adolescentes viverem transtornos de ordem emocional, como ansiedade e depressão. Em situações mais graves, crianças e adolescentes recorrem à automutilação e mesmo ao suicidio.

Dados de saúde mental no mundo

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em todo o mundo, entre 10% a 20% dos adolescentes vivenciam problemas de saúde mental, sendo a maioria diagnosticados e tratados de forma inadequada, devido à falta de informação sobre o tema e os tabus envolvidos.

De acordo com os dados da mesma organização, o suicídio é a 3ª principal causa de morte entre adolescentes de 15 a 19 anos.

Por isso se faz tão necessário ações de promoção da vida na escola e da criação de um ambiente adequado para acolher as crianças, adolescentes e suas famílias. A escola pode ser essencial para observar mudanças de comportamentos nas crianças e adolescentes e o encaminhamento destes para profissionais especializados, como psicólogos e psiquiatras.

 

Achou este conteúdo importante? Compartilhe com outros pais e  fique ligado no nosso blog! 

Se preferir, siga o nosso perfil no Instagram (@faccolegioecurso) para receber as novidades no seu feed!

 

Compartilhe esta postagem

Postagens Relacionadas

DEIXE UM COMENTÁRIO